BLOG

O PVC e a preservação ambiental

03/07/2015

A cadeia produtiva do PVC é altamente diferenciada.

 

Diversos aspectos comprovam tal diferenciação, de suas contribuições para o Desenvolvimento Sustentável à reciclagem, passando, inclusive, pela análise de ciclo de vida do produto.

Um dos aspectos ambientais mais importantes e benéficos do PVC está na origem de suas principais matérias-primas e insumos: cloro, eteno (também conhecido como etileno) e água.

A principal matéria-prima do PVC é o sal marinho, recurso renovável na natureza. A partir dele se obtém o cloro, que representa 57%, em peso, do PVC.

 

Os 43% restantes são obtidos a partir do petróleo, utilizado na forma de eteno. Entretanto, deve-se destacar que o Brasil possui tecnologia pra sua obtenção a partir do álcool da cana-de-açúcar, tornando-se também um recurso renovável e, por conseguinte, inesgotável.

 

Devido a essa baixa dependência do petróleo, o PVC consome apenas 0,3% do petróleo extraído no mundo, índice bem pequeno na medida que é um dos 3 plásticos mais utilizados. Para efeito de comparação, todos os polímeros juntos totalizam 4%, enquanto que 86% é destinado para climatização, transporte e geração de energia, se constituindo em aplicações pouco racionais, considerando-se que o petróleo é escasso e as reservas mundiais devem se esgotar em breve.

 

No caso do PVC, cujo processo de produção é eletro-intensivo, há uma outra vantagem ambiental importante. À água, abundante no país, é largamente utilizada em usinas hidrelétricas para gerar energia limpa, aplicada também na fabricação do PVC.

 

Essas constatações, por si só, já credencia o PVC como um plástico que atende a um dos requisitos básicos do Desenvolvimento Sustentável.

 

fonte: Instituto do PVC

+55 11 4223-9086

LOCALIZAÇÃO

Rua Quinze de Novembro, 265
Bairro Paineiras - Itupeva - SP - Brasil - CEP 13295-000