BLOG

Afinal, o que é o PVC?

16/06/2015

O PVC não é um material como os outros. É o único material plástico que não é 100% originário do petróleo. O PVC contém, em peso, 57% de cloro (derivado do cloreto de sódio – sal de cozinha) e 43% de etileno (derivado do petróleo).  A partir do sal marinho, pelo processo de eletrólise, obtém-se o cloro, soda cáustica e hidrogênio. A eletrólise é a reação química resultante da passagem de uma corrente elétrica por água salgada (salmoura). Assim se dá a obtenção do cloro, que representa 57% da resina de PVC produzida.

 

O petróleo, que representa apenas 43% desta resina, passa por um caminho um pouco mais longo. O primeiro passo é uma destilação do óleo cru, obtendo-se aí a nafta leve. Esta passa, então, pelo processo de craqueamento catalítico (quebra de moléculas grandes em moléculas menores com a ação de catalisadores para aceleração do processo), gerando-se o etileno. Tanto o cloro como o etileno estão na fase gasosa e eles reagem produzindo o DCE (dicloro etano).    A partir do DCE, obtém-se o MVC (monômero de cloreto de vinila, unidade básica do polímero.

 

O polímero é formado pela repetição da estrutura monomérica). As moléculas de MVC são submetidas ao processo de polimerização, ou seja, elas vão se ligando formando uma molécula muito maior, conhecida como PVC (policloreto de vinila), que é um pó muito fino, de cor branca, e totalmente inerte.A principal matéria-prima do PVC é o sal marinho, um recurso natural renovável. Veja abaixo o fluxograma de fabricação do PVC e sua fórmula química:

 

 

fonte: Instituto do PVC

+55 11 97150-2092

LOCALIZAÇÃO

Rua Quinze de Novembro, 265
Bairro Paineiras - Itupeva - SP - Brasil - CEP 13295-000